sexta-feira, 22 de maio de 2009

Não existe madeira que cupim não coma

É comum ouvirmos dizer que os cupins não gostam de madeiras amargas ou muito duras, como a peroba. É claro que, caso existam várias opções disponíveis, os cupins começarão atacando aquelas que tiverem um melhor acesso e as que forem de consumo mais fácil. Portanto, entre uma peroba e um pinho, a chance do pinho ser atacado primeiro é muito grande.

Em rodapés, por exemplo, normalmente os cupins começam atacando o cordão, que geralmente é feito de uma madeira mais fraca. Nos telhados também começam pelas ripas dos estuques ou pelas ripas das telhas e não pelas vigas centrais, que normalmente são de madeira mais nobre. Mas, em casos onde não houver opções, os cupins são capazes de atacar qualquer tipo de madeira.

4 comentários:

  1. Ola, por favor poderia me explicar, antes de instalar um forro no teto de pvc aonde já tem cupim é necessário aplicar veneno por quantos dias e qual a quantidade, alguma indicação de nome?

    Obrigada, fico aguardando suas dicas.

    ResponderExcluir
  2. Primeiro é preciso saber o tipo de cupim que está aparecendo.
    Problemas com cupins, principalmente em áreas de forro devem ser tratados por profissionais, já que são áreas de risco à segurança.

    ResponderExcluir
  3. Veja bem, concordo com vc, especialmente quanto a ordem de ataque dos cupins. Todo tipo de madeira pode sofrer ataque de organismo xilófago, em especial em regiões quentes, úmidas e de baixa altitude. Porém quando a madeira é cortada na época certa e utilizado apenas o cerne, não há praga que a destrua. Falo isso pois moro em um casarão antigo, erguido em 1884, cujas estruturas de madeira como assoalho, barrotes, caibros e alinhamento permanecem intactos.

    ResponderExcluir
  4. coleciono discos de vinil e entre alguns que ganhei, encontrei
    três furados da frente da capa, atravessando o disco e traseira,
    não sabendo-se que tipo se inseto fez o estrago, (furo ovalado)


    arnaldo.francisco@yahoo.com.br

    ResponderExcluir