terça-feira, 31 de agosto de 2010

Barata Congelada

Já vimos na postagem anterior que as baratas podem sobreviver dentro do microondas.

Agora veja isto:

Apesar de serem menos comuns em regiões de clima frio, se você decidir colocar uma barata no freezer ela congelará. Ficará durinha. Mas, ao ser retirada, ela descongelará e poderá sair andando. Será então que podemos congelá-las e depois descongelá-las no microondas?

Record de visitas

Neste mês de agosto o Blog das Pragas bateu seu record de visitas.
Foram mais de 1400 visitantes únicos e mais de 2200 pages views.
Obrigado a todos.
Continuem visitando e por favor votem no blog no prêmio blogbooks.

Humberto Conzo Junior


- Posted using BlogPress from my ipad

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Sobreviventes da bomba atômica e de microondas

As baratas estão entre as poucas espécies que sobreviveriam a um desastre nuclear. As que estivessem distantes do centro de ação das bombas, por terem corpos chatos e pequenos, conseguiriam escapar da radiação mais forte se escondendo em pequenas frestas. Portanto, é mais fácil acabar com os humanos do que com as baratas.

As baratas também podem sobreviver dentro dos microondas. Não só na área do motor, mas mesmo se uma barata entrar dentro da área destinada a se colocar os alimentos ela poderá escapar ilesa ao funcionamento do aparelho, dependendo do seu tamanho, posicionamento e quantidade de água no organismo.

As Pragas estão na mídia

Mais uma vez a rede Globo de televisão trata em seus noticiários as questões das pragas urbanas. Hoje foi a vez do Jornal Hoje apresentar uma matéria sobre os cupins.

Tenho reparado que este tipo de matéria tem se repetido ultimamente. Nos últimos meses já fiz várias postagens dando links de vídeos deste tipo:

http://blogdaspragas.blogspot.com/2010/04/pragas-no-jornal-nacional.html

http://blogdaspragas.blogspot.com/2010/04/cupins-no-jornal-nacional.html

http://blogdaspragas.blogspot.com/2010/05/morando-com-os-barbeiros.html

http://blogdaspragas.blogspot.com/2010/05/diagnostico-da-leptospirose.html

Veja também a matéria no site da globo:

http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2010/08/saiba-como-localizar-um-ataque-de-cupins-em-moveis-quadros-e-portas.html

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Terceiro Ano de Revoadas Acompanhadas pelo Blog

Este já é o terceiro ano nesta mesma época do ano que escrevo aqui sobre as revoadas dos cupins.

Aqui no Sudeste, elas começam sempre entre agosto e setembro, assim que temos dois ou três dias de calor após um período frio.

É a hora em que os siriris começam entrar em nossas casas e também é o momento de descoberta de surpresas desagradáveis para aqueles que, mesmo com tudo fechado, vê que os bichinhos estão dentro de casa, muitas vezes saindo por conduítes elétricos ou spots de luz.

Para mais informações sobre as revoadas veja os posts dos anos anteriores:

http://blogdaspragas.blogspot.com/2009/05/siriris-ou-aleluias.html

http://blogdaspragas.blogspot.com/2009/06/novamente-os-siriris.html

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Traças de Livros

 
São um dos insetos mais antigos que existem.
Ao contrário das traças de roupas, as dos livros não apresentam asas e já saem dos ovos com a mesma forma da traça adulta. São uns bichinhos prateados, em inglês conhecidos como “Silver Fish”, peixe prateado.
Não gostam de umidade e nem de luz e gostam de se esconder nas frestas das estantes, cordões de carpetes, rodapés, embaixo de tapetes, em sofás e até mesmo no forro das casas, além dos livros e papéis, é claro.
Gostam de se alimentar de papéis, mas podem se contentar com outros materiais, atacando inclusive tecidos, carpetes e tapetes.
Normalmente, seu controle é simples e uma desinsetização geral da residência costuma resolver o problema.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Pomba Espiã

Já não bastava as notícias que publiquei aqui no blog mostrando que os traficantes estavam usando pombos correio para introduzir drogas e celulares nas cadeias do Brasil.

http://blogdaspragas.blogspot.com/2009/10/pombo-no-trafico.html

http://blogdaspragas.blogspot.com/2009/06/pombos-como-uma-nova-arma-do-crime.html

Agora no mês de maio, li uma notícia dizendo que uma pomba havia sido detida da Índia acusada de espionagem para o Paquistão!

A pomba branca, tinha um anel vazio e um endereço e um telefone paquistanes pintados com tinta vermelha em seu corpo.

A pomba foi levada para a delegacia e estava proibida de receber visita e vigiada por dois guardas armados!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Fantástico mostra iniciacão de índios com formigas

Este vídeo do Fantástico de ontem ilustra bem duas postagens que já fiz aqui no blog, anos atrás, falando sobre o rito de iniciação dos índios Saterés-Maués, que fazem com que os meninos coloquem luvas recheadas de formigas.

Para mais informações veja as duas postagens abaixo:

http://blogdaspragas.blogspot.com/2009/05/luva-de-formigas.html

http://blogdaspragas.blogspot.com/2009/05/initiation-with-ants.html

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Traças de Roupas

Normalmente chamamos de traça aqueles casulos prateados, às vezes brancos, parecidos com semente de abóbora e que costumamos encontrar grudados por uma das extremidades em tetos, paredes ou armários. E é sobre eles que colocamos a culpa pelo aparecimento de roupas roídas. Esta associação está certa apenas parcialmente.

Estes casulos são as pupas da traça, que darão origem à traça adulta que apresenta asas e é uma mariposinha de cor clara e com tufos de pêlos avermelhados em sua cabeça. Só que tanto a traça adulta quanto a sua pupa não se alimentam. Quem se alimenta das nossas roupas são apenas as larvas das traças. Elas se alimentam apenas de lã ou de outros tecidos à base de pêlos naturais, já que o que consomem é a queratina existente nestes materiais. Outros tipos de tecidos como algodão e qualquer outro de fibra vegetal só serão atacados se estiverem impregnados com suor, óleo do couro cabeludo, ou alimentos como cerveja, leite e etc. Portanto, só o fato de não se guardar roupas usadas já ajuda no controle destes insetos.

Estas larvas ficam aderidas às fibras das roupas e são de difícil visualização. Vão consumindo o tecido até estarem prontas para formar as pupas, quando então saem da roupa à procura de frestas.