quinta-feira, 25 de novembro de 2010

ONG procura lar para mil ratos nos EUA

Esta notícia da BBC Brasil, eu vi no UOL

  • Reprodução

  • Os roedores destruíram uma casa na Califórnia, Estados Unidos

Uma ONG americana de proteção a animais está procurando lares adotivos para mil ratos "resgatados" de uma casa que eles infestaram e praticamente destruíram.

Os roedores tomaram conta da edificação, em Los Angeles, na Califórnia, após a filha do dono da propriedade ter trazido para casa uma rata grávida.

O proprietário estaria recebendo tratamento para problemas mentais.
Equipes da entidade North Star Rescue estão cuidando dos ratos em um enorme depósito até o dia 5 de dezembro, quando os animais poderão ser recolhidos por voluntários que queiram lhes oferecer um novo lar.

Doações
Os ratos se espalharam pela área externa da casa, levando vizinhos assustados a contatarem a produção de um programa de televisão que mostra casos reais de pessoas que vivem em meio a lixo e sujeira, segundo o jornal San Jose Mercury News.

"Ele tinha todos esses ratos se reproduzindo ali dentro, até destruírem sua casa inteira", disse ao jornal uma das ativistas da ONG, Lauren Paul.

"Eles roeram todas as paredes. Havia gaiolas na casa, mas as portas estavam abertas. Quando você entrava na casa, ficava parado em meio a uma quantidade imensa de ratos", disse Paul.

Além de procurar novos lares para os roedores, a North Star Rescue também está pedindo doações de alimentos como "cereais saudáveis para ser misturados com comida para rato, macarrão, frutas secas e soja", entre outros alimentos "compatíveis com ratos", diz uma nota divulgada pela ONG.

Diplopoda: Que bicho é esse?

Mais um artigo da Karlla Patrícia que interessou ao Blog das Pragas e que pode fazer parte do nosso Guia Visual.
Diplopoda: Que bicho é esse?
24 de novembro de 2010
“Os gongolos são muito comuns na minha casa. Queria saber mais sobre eles.” Willian (@wsazevedo )



Imagem enviada pelo Willian!
Realmente não há quem nunca quis brincar com um gongolo que apareceu perdido pela calçada ou algum cantinho. Esses bichinhos simpáticos são artrópodes também conhecidos popularmente como embuás, piolhos-de-cobra. São na verdade da classe dos Diplópodes, que grosseiramente, significa “dois pares de perna por segmento”. E por falar em segmento, esse bichinho tem muito deles variando entre 20 e 100. E cada segmento tem dois pares de perninhas, que conseguimos ver se observarmos com atenção.
Os gongolos gostam de lugares úmidos e com pouca luz. Apesar de algumas espécies chegarem a apresentar 750 patas eles andam lentamente, examinando o caminho com as antenas. Gostam de comer matéria vegetal orgânica em decomposição (detritos, restos de vegetais mortos). O exoesqueleto é bem resistente, apresenta, além de muita quitina, alguns depósitos de sais de cálcio, mas não é totalmente impermeável e por isso a vida dos gongolos é restrita ao ambiente úmido.
Quando são perturbados ou sentem medo, enrolam o longo corpo numa espiral protetora, com a cabeça no centro. Algumas espécies secretam, em glândulas especiais, um líquido de odor forte, contendo iodo e cianeto, que é usado para repelir predadores.
É ou não é um bichinho simpático?
E quando estão em perigo, se enrolam protegendo a cabeça no centro do espiral.
Bebês gongolos, muitíssimos fofos!

Briga de Gato e Rato: quem leva a melhor?

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Diário de Biologia no Blog das Pragas

Já faz algum tempo que venho querendo falar de um site que acho muito bem feito: O Diário de Biologia

E para mostrar sua qualidade reproduzo abaixo um texto de lá, escrito pela bióloga Karlla Patrícia:

Vespa controla a mente da aranha e a usa como ninho para suas larvas.

Pode acreditar. Existe um tipo de vespa que possui o incrível capacidade de controlar o comportamento de aranhas e pode manipulá-la de forma impressionante seu hospedeiro. A vespa conhecida como Hymenoepimecis sp. pertence à família Ichneumonidae. As vespas desta família são parasitóides, ou seja usam o corpo do hospedeiro como alimento até sua morte.

-

A pobre aranha passa todos os dias da sua vida construindo sua teia. No entanto, a vespa é sorrateira: surpreende a aranha em sua teia com uma ferroada e despeja seu veneno que age no sistema nervoso da aranha causando uma paralisia temporária. Quando a aranha está imóvel, porém viva, a vespa deposita seu ovo na ponta do abdome da aranha e então se vai deixando sua vítima recuperar do ataque.

-

Tudo pareceu só um susto para a aranha: depois da partida vespa, ela readquire sua capacidade de se movimentar, e continua a construção de sua teia como se nada tivesse acontecido. Só que, depois de um tempo, o ovo da vespa eclode e a larva faminta se agarra no abdome da aranha e começa a se alimentar de seus sucos (hemolinfa) através de uma série de furos pequenos.

-

A aranha não percebe nada até que num determinado momento do desenvolvimento, a larva libera substâncias químicas na aranha que a induzem uma mudança de comportamento: A aranha passa a tecer um tipo diferente de teia, fazendo uma teia menor e mais resistente, com um desenho que não tem nada a ver com aqueles feitos pela sua espécie. Uma vez que a nova teia está pronta, a larva mata a aranha devorando suas vísceras e formando um casulo sobre a estrutura da nova teia que agora é resistente ao vento, à chuva, e seguro das formigas que habitam o solo da floresta. É mole?

-

A vespa Hymenoepimecis pousa na teia de uma aranha e aguarda a saída do aracnídeo de seu abrigo para atacá-lo, imobilizá-lo e depositar um ovo em seu abdome

Larva da vespa no abdome de uma aranha, já bem grandinha!

Teia normal, feita pela aranha saudável, sem parasita no corpo!

:( Após construir a teia modificada que irá proteger o casulo da vespa, o aracnídeo parasitado é consumido pela larva … Medo!

Encontrei aqui: http://diariodebiologia.com/#ixzz14FFuNJF8